Paraíso cinco estrelas

O jornalista Álvaro Fraga conta como conheceu a Pousada Salto Thaimaçu e se apaixonou imediatamente pelo local, pela exuberância da natureza, pela variedade de peixes. Neste artigo, ele explica como aconteceu o amor à primeira vista pela pousada. Não deixe de conferir.

Foi em um programa de pesca exibido na TV no fim dos anos 90 que conheci a Pousada Salto Thaimaçu. Se não me engano, era o programa do Rubinho de Almeida Prado, mas o importante é que me apaixonei imediatamente pelo local, pela exuberância da natureza, pela variedade de peixes. Enfim, amor à primeira vista.


Durante todo esse tempo, pescar no Thaimaçu foi pensamento constante, quase uma obsessão, mas sempre havia um contratempo que me impedia de concretizar o sonho. Até que, no fim do ano passado, o querido amigo Vitor José de Paula fez o convite irrecusável: “Vamos pescar no Thaimaçu em julho de2012? Vamos eu e meus irmãos, Getúlio, Paulinho e Rubinho”.


Aceitei de pronto e como tempo o grupo de pescaria aumentou com a adesão do Antônio Noronha e da duplaJosé Augusto e Rodolfo. Tudo confirmado, vivi meses de expectativas e planejamento. Revisão da tralha, compra de equipamentos, conversas com Vitor, Salgadinho e outros pescadores a respeito de técnicas, iscas etc. etc.


Finalmente, o grande dia chegou. No começo da noite de 28 dejulho já estávamos na pousada, recebidos pelo carinho da Dona Eunice e pela competência e dedicação dos piloteiros e demais funcionários da Thaimaçu, confirmando tudo o que pessoas que conheciam o local já haviam me dito.


Foram seis dias de encantamento com a beleza do Rio São Benedito e do Rio Azul, a adrenalina dos muitos peixes fisgados e dos que conseguiram escapar e a conversa divertida com os companheiros, todas as noites, ao som de música caipira de verdade. Os resultados da pescaria superaram as expectativas.


A variedade de espécies é fantástica, bem como a profusão.Eu e o companheiro Noronha estávamos atrás dos peixes de escama, e os tucunarés-fogo e paca não fugiram da raia. Foram boas capturas. Também tivemos muita ação com cacharas e cachorras, além dos pacus que o Noronha fisgou quando tentava os grandes tambaquis.


Em resumo, a Pousada Salto Thaimaçu é um paraíso cinco estrelas encravado numa região maravilhosa, ainda muito preservada, e que garante pescaria farta e com muitas variações, desde o pincho dos grandes bagres, como o jaú e a pirarara, passando pelas cacharas e jundiás, até chegar à adrenalina com as iscas artificiais na captura das cachorras, matrinchãs, tucunarés, bicudas e trairões.

 


Por sinal, os trairões foram a minha única frustração napescaria. Por mais que tentasse, não capturei nenhum exemplar de bom tamanho.Mas não tem nada não. Minha volta ao Thaimaçu já está reservada para outubro do ano que vem, na companhia dos amigos José Augusto e Rodolfo. E, com certeza, desta vez os grandes trairões, que podem chegar a 11, 12 quilos, não vão escapar. 

Microfish Ltda - GUIAS-de-PESCA

Rua Espírito Santo, 341, Loja 508 Centro, Belo Horizonte - MG CEP: 30160-030

(31) 3201-0523

guiasdepescabh@gmailcom

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Google ícone social Places